segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

CULTO JOVEM DA ADMB NESTE SABADO (05).







ACONTECE NESTE SABADO (05) ÁS 19:00 O CULTO JOVEM NA ADMB
ASSEMBLÉIA DE DEUS EM MORADA DA BARRA VILA-VELHA
PR PRESIDENTE DIONISIO ALVES DA SILVA



RUA DUQUE DE CAXIAS N°16
MORADA DA BARRA VILA-VELHA
PROXIMO A PADARIA REI DO PÃO

INFORMAÇÕES 9943-2266

Anthony Garotinho mede forças com Silas Malafaia.

Garotinho defende a filha, deputada estadual, e Silas Malafaia defende o irmão, também deputado estadual, causando uma crise religiosa e familiar no PR.

Maior partido considerado de oposição na Assembleia Legislativa (Alerj), com nove deputados, o PR passa por uma crise que, além de política, tem contornos religiosos e familiares. Evangélico da Igreja Presbiteriana, o presidente da legenda, Anthony Garotinho — pai da deputada estadual Clarissa —, mede forças com Silas Malafaia, pastor da Igreja Vitória em Cristo, irmão de Samuel, que também está na Alerj.

Os problemas começaram ainda na eleição de 2010. Silas se queixou de que o irmão não tinha espaço na propaganda eleitoral, causando mal-estar no partido. Na época, Clarissa Garotinho ficou com a maior parte do tempo.

‘CRISE DE CRESCIMENTO’
Com as eleições, Anthony Garotinho foi o deputado federal mais votado do Rio, com 694 mil votos. Sua filha teve 118 mil. Ela, porém, não superou Samuel Malafaia, deputado estadual do PR mais votado nas eleições estaduais, com cerca de 130 mil votos.

Os desentendimentos no PR continuaram com a eleição para a presidência da Assembleia. Apenas Clarissa votou contra Paulo Melo, enquanto os outros oito deputados votaram a favor do peemedebista. Samuel Malafaia, inclusive, compôs a chapa, com a vaga da 1ª suplência da Mesa Diretora. Samuel afirma que Garotinho pode perder bastante com o eleitor evangélico. “Ele se tornou evangélico há pouco tempo. Nós já somos há muito tempo. O deputado estadual Édino Fonseca, por exemplo, também é evangélico e integra o grupo que votou com Melo”, afirmou. Ele acredita, porém, que os desentendimentos no partido sejam desfeitos.

Secretário-geral do PR e homem de confiança de Garotinho, Fernando Peregrino diz que o aliado não está ameaçado de perder a confiança dos evangélicos. “Os evangélicos não votam em apenas um candidato. Essa é uma crise de crescimento do partido”.

Para cientista, político ainda é força dentro do partido
O cientista político Ricardo Ismael, da PUC-RJ, acredita que a recente crise do PR não seja sinônimo de enfraquecimento de Garotinho dentro do partido. De acordo com ele, o deputado federal ainda é a maior força da legenda, apesar de suas orientações não terem sido seguidas pelos deputados da Alerj.

“Ele, com certeza, é uma força dentro do PR, pois foi o deputado mais votado do Rio e levou com ele outros parlamentares”, afirmou o cientista político.

Ismael ainda ressalta que as eleições municipais de 2012 serão uma prova de fogo para Garotinho. “A pretensão dele é concorrer ao governo estadual em 2014. Por isso, precisará do apoio de muitos prefeitos na campanha”, analisa.

Jogador Rivaldo revela seu lado cristão em entrevista Jogador Rivaldo revela seu lado cristão em entrevista Jogador Rivaldo revela seu lado cristão em entrevista .




Uma entrevista no jornal Folha de São Paulo mostrou o lado cristão do jogador Rivaldo, que voltou ao Brasil para jogar com a camisa 10 do São Paulo Futebol Clube.

Aos 38 anos o jogador conta como se converteu e faz declarações sobre bebida, fama, dinheiro, divórcio e claro sobre futebol.

O jogador Rivaldo é evangélico, se converteu em 2004 após uma experiência com Deus dentro de seu carro. Rivaldo tem cinco filhos, dois com Rose, com quem foi casado de 1994 a 2003. E os outros três, nascidos na Grécia, com Eliza, sua atual mulher.

A família da sua atual esposa é toda evangélica e foi por intermédio dela que ele aceitou a Cristo. Em 19 de abril de 2004, data do seu aniversário, Rivaldo estava voltando de Mogi Mirim e há 20 dias ouvia vozes dizendo que ele morreria em um acidente de carro.

“Tava voltando de Mogi Mirim e ouvi: ‘É hoje, é hoje que você vai morrer’. Eu vinha na [rodovia dos] Bandeirantes, sempre na última pista, para ficar bem longe de caminhão. Mas também ouvia: ‘Se você me aceitar, não morre’. Cheguei no apartamento e disse pra minha esposa: ‘Hoje eu quero aceitar Jesus’. Ela pegou a Bíblia, orou comigo e aí nunca mais escutei aquilo. Se eu já conhecesse Jesus, jamais teria me separado, porque Deus é contra o divórcio”, contou ao repórter da Folha.

Rivaldo disse que quando seu primeiro casamento chegou ao fim na época que ele estava jogando no Milan e chegou a ser considerado o pior jogador da Itália. Ele acredita que o divorcio tenha mexido com a sua estrutura emocional. “Uma separação sempre é difícil, especialmente por causa das crianças, que voltaram pro Brasil. Você está bem para jogar, mas não tem cabeça. Não gosto de dar como desculpa, mas se perguntar a especialistas nesse lugar [aponta a cabeça], elas dirão que afeta um pouco”, relatou.

O repórter chegou a perguntar por que ele pediu para não fazer comercial de bebidas e cigarros e o que ele acha sobre o Ronaldo e o Mano Meneses que aceitaram fazer. A resposta foi pessoal sem fazer comentários contrários aos atletas que aceitam esses trabalhos.

“Podem me pagar uma fortuna que eu não faço, mas cada um é cada um. Nunca vou criticar o Ronaldo, o treinador, o Cafu, esses que estão fazendo. Procuro ver o meu lado e eles procuram ver o deles”, comentou Rivaldo.

Em 1994 ele chegou a aceitar ser garoto propagando de um comercial da Brahma e hoje ele se arrepende, apesar de, na época, ter recebido um cachê alto. “Hoje eu vejo como um erro, mas estava com 20, 21 anos. Graças a Deus, eu superei isso, porque nunca bebi, nunca fumei. Sou um atleta e quero ser um exemplo, principalmente para as crianças que gostam de esporte. Tenho meus 38 anos e estou jogando futebol, e isso pode servir de exemplo”, diz.

Fonte: Folha de São Paulo 

sábado, 26 de fevereiro de 2011

NOVA LOGO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM MORADA DA BARRA.


ESSA É A NOVA LOGO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MORADA DA BARRA
MINISTERIO SÃO PEDRO III
CONVENÇÃO CADEESO
PR PRESIDENTE DIONISIO ALVES DA SILVA


CRIADO POR RONAN SABADINI
DIA 25/02/2011

REFLEXÃO: AJUDA DIVINA


O rio subia e subia, inundando as casas até o teto; a Defesa Civil, a Cruz Vermelha e o Exército tentavam resgatar a quantos podiam.
—Suba à lancha, senhor — dizem a uma pessoa que estava no alto de um teto, com a água na cintura.
—Não, não faz falta, eu não necessito ajuda humana porque tenho muitae por isso meu Deus vai me salvar.
—Deixe de bobagem e suba à lancha rápido, que não temos muito tempo, porque há muitos mais a quem resgatar.
—NÃO! Eu tenho muitae meu Deus vai me resgatar.
Os que estão na lancha vêem que o homem está irredutível e como há tantas outras pessoas a quem ajudar, decidem ir embora.
A água continua subindo, a corrente ameaça arrancar a nosso religioso homem daquele teto e levá-lo; ele se aferra ao teto com as unhas. Nisso se aproxima um helicóptero e do alto estendem-lhe uma escadinha.
— SUBA! VENHA PARA CIMA! — dizem-lhe em voz alta.
EU NÃO NECESSITO AJUDA HUMANA PORQUE TENHO MUITA FÉ QUE MEU DEUS VAI ME SALVAR!
O helicóptero vai resgatar outros. A corrente acaba levando o homem rio abaixo, porém do alto de uma ponte lhe jogam uma corda.
EU NÃO NECESSITO AJUDA HUMANA PORQUE... — etc., etc.
O homem se afoga. Ao chegar ao céu, indignado, vai pedir contas a Deus:
— Muito bonito, eu dizendo como um idiota que o senhor iria me ajudar, e nada! É esse seu amor por seus filhos? É assim que desampara a quem tem fé em Ti?


Deus ira-se e responde:

"ESCUTA-ME BEM, MAL-AGRADECIDO!
PORQUE TENS FÉ EM MIM TE MANDEI
UM BOTE, UM HELICÓPTERO E UMA CORDA,
E TUDO RECHAÇASTE.
QUE QUERIAS, QUE EU FOSSE EM PESSOA BUSCAR-TE?".

Enrique Barrios

Cidade de Belém onde Jesus nasceu pode virar Patrimônio da Humanidade.

Cidade de Belém onde Jesus nasceu pode virar Patrimônio da Humanidade
O Centro histórico de Belém, o Caminho da Peregrinação e a Basílica da Natividade, construída no local onde Jesus nasceu, poderão ser em breve reconhecidos como Patrimônio da Humanidade.
A cidade palestina, que a cada ano recebe milhares de peregrinos que desejam conhecer onde viveu o Messias, apresentou sua candidatura para ser incorporada à lista da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e reforçar a proteção de um lugar sagrado para grande parte da Humanidade.
Hamdan Taha, vice-ministro de Turismo e Antiguidades da Autoridade Nacional Palestina (ANP), explicou que esse reconhecimento internacional reflete o quanto "Belém é um lugar de importância inquestionável" e que tal ato beneficiará a conservação da cidade.

Dentro da Basílica encontra-se uma gruta na qual o lugar do nascimento de Cristo está marcado por uma cruz de 14 pontas.

Sua história se remonta no século IV, quando Helena, mãe do imperador romano Constantino, fez uma peregrinação à região e identificou o lugar no qual, conforme a Bíblia relata, Maria "deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem”, Lc 2.7.

Constantino ordenou ao bispo Makarios de Jerusalém no ano 325 a edificação de uma igreja, muito pequena, com uma planta octogonal diretamente sobre a gruta, que foi incendiada e destruída quase totalmente na revolta samaritana do ano 529 e reconstruída com sua atual estrutura 36 anos depois pelo imperador Justiniano I.

Ao longo de sua longa trajetória, a Basílica sofreu diversos danos e uma deterioração geral que alertou sobre a importância de frear este processo e fez com que em 2008 o Fundo Mundial de Monumentos a incluísse em sua lista dos 100 lugares em maior perigo.

Restauradores especialistas estudam atualmente as renovações necessárias e preparam um projeto para realizar a maior restauração de sua história, que apresentarão no dia 25 de março.

"O relatório analisará o estado de todos os elementos, tanto os estruturais (teto, colunas, muros) como os decorativos (pinturas e mosaicos)", explicou o engenheiro chefe do projeto, Issa Murra.

A principal preocupação é o teto de madeira, em estado precário há 200 anos.

Embora ainda não se conheçam os detalhes do projeto restaurador, se sabe que sua fase inicial terá um custo de US$ 1 milhão, que serão recolhidos em todo o planeta.

A candidatura é a primeira deste tipo que prepara a ANP, já que até o momento a única cidade palestina reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco é a cidade de Jerusalém, ocupada por Israel e que obteve essa denominação em 1981.

Os palestinos já anunciaram que, após Belém, proporão uma distinção igual para outras cidades históricas, como Jericó, Hebron, Nablus e Sebastia.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Pastor usa arma em culto para dar “tiros no diabo” durante ato profético em igreja.





As imagens foram gravadas no final do ano passado durante uma Cruzada de Avivamento no Sul do país. O vídeo que foi editado e postado no Youtube começa com um aviso: as armas usadas foram doadas “como oferta”.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelAparece então outro aviso que diz “O uso destas armas foi apenas com a intenção de encenar um ato profético. O Centro de Avivamento para as Nações repudia qualquer manifestação de violência e somos totalmente contra o uso de qualquer tipo de arma.”
O apóstolo Manuel chega para o apóstolo Silvio Ribeiro e diz que as duas armas foram “entregues como missão” e a igreja aplaude. Silvio Ribeiro pede para a igreja fingir que tem uma arma na mão e, na posse das armas verdadeiras, aponta-as para baixo e profetiza:
“Ao que diz Eclesiastes 10:19 o vinho que você não gosta, e até Jesus tomava, alegra a vida e o dinheiro que você acha que não tem que falar na igreja, diabo, é a resposta para todas as coisas!”, esbraveja o apóstolo.
Em seguida ele se dirige para a igreja e pede: “agora aponta o seu 38 para baixo e repete: diabo, bala de fogo na sua cabeça!” E começam os disparos.

VENHA PARTICIPAR DO CULTO DOS JOVENS, NESTE SABADO, NA IGREJA SEDE-VITORIA!





É com imensa alegria que convidamos você e sua familia, a participarem conosco de um grande Culto Sob a liderança do Departamento de Jovens, que será realizado no dia 22
26/02/2011 (Sábado), às 19h30m (dezenove horas e trinta minutos).


A juventude é um "departamento" que precisa muito de nossa ajuda e gostaria de contar com vocês para este propósito também. O mundo tem ceifado muitos jovens precocemente, mas Cristo tem um plano especial na vida de cada um. Um incentivo é muito "barato" pelo resultado que traz.






Ficaremos Honrados com a presença de todos!
Deus lhes abençoe poderosamente!




Assembléia de Deus em São Pedro III-Vitoria
Pr Presidente Dionisio Alves da Silva-CADEESO


Local: AD São Pedro III
Rodovia Serafin Derenze, 4791 - Bairro São Pedro III, Vitória - E/S
Ponto de referência (sentido Centro X São Pedro): após o supermercado Multi Market (antigo Rede Show), logo após o quebra-molas (ao lado do lava-jato)


Horário: 19.30h

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Salário Mínimo: Deputados evangélicos votam contra o aumento para R$560.






A primeira votação polêmica da Câmara Federal aconteceu na quarta-feira, dia 16, onde os parlamentares votaram sobre o valor para o salário mínimo, a maioria dos deputados evangélicos votou contra a proposta do mínimo passar para R$560, aprovando o aumento para R$545.
Os R$ 560 eram defendidos pelo DEM e pelas centrais sindicais, em especial pelo presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP). A emenda de R$ 560 foi derrotada por votos 361 votos contra, sendo que apenas 120 votaram a favor, além de 11 abstenções, totalizando 492 votantes.
Dos evangélicos, foram 55 votos contra o aumento para R$560, contra 11 a favor enquanto dois se abstiveram e alguns poucos estavam ausentes da sessão. Esse resultado favoreceu o Governo de Dilma Rousseff que defendia o valor do mínimo para R$545.

Veja a lista do deputados evangélicos:

Contra o aumento para R$560
1. Anderson Pereira
2. André Sacharow
3. Aguinaldo Ribeiro
4. Antonio Bulhões
5. Anthony Garotinho
6. Antônia Lúcia
7. Áureo
8. Benedita Silva
9. Cleber Verde
10. Dr. Grilo
11. Edinho Araújo
12. Edmar Arruda
13. Edivaldo Holanda Junior
14. Eduardo Cunha
15. Erivelton Santana
16. Fátima Pelaes
17. Filipe Pereira
18. Georhe Hilton
19. Heleno Silva
20. Íris de Araújo
21. Jefferson Campos
22. Jhonatan de Jesus
23. Josué Bengston
24. Laercio Oliveira
25. Lauriete
26. Leonardo Quintão
27. Liliam Sá
28. Lincoln Portela
29. Lourival Mendes
30. Manato
31. Marcelo Aguiar
32. Mario de Oliveira
33. Marcio Marinho
34. Missionário José Olimpio
35. Neilton Mulim
36. Nilton Capixaba
37. Otoniel Lima
38. Oziel Oliveira
39. Pastor Eurico
40. Pastor Marco Feliciano
41. Pastor Paulo Freire
42. Professor Sétimo
43. Pastor Ronaldo Fonseca
44. Ronaldo Nogueira
45. Sérgio Brito
46. Sueli Vidigal
47. Silas Câmara
48. Sabino Castelo Branco
49. Hidekazu Takaiama
50. Vitor Paulo
51. Walter Tosta
52. Walney Rocha
53. Washington Reis
54. Zé Vieira
55. Zequinha Marinho

Favoráveis à emenda que concedia o aumento para R$ 560,00

1. Andreia Zito
2. Arolde de Oliveira
3. Bruna Furlan
4. Fernando Francischini
5. Henrique Afonso
6. João Campos
7. Jorge Tadeu Mudalen
8. Onyx Lorezon
9. Romero Rodrigues
10. Ruy Carneiro
11. Vaz de Lima
Abstiveram-se de votar: Lindomar Garçon e pastor Roberto de Lucena.

Conheça a Coréia do Norte: O maior país perseguidor de Cristãos tem até campos de concentração.








Seria necessário criar uma nova linguagem para traduzir em palavras as crueldades do regime norte-coreano. Em nenhum outro país a perseguição aos cristãos é tão severa. Dezenas de milhares de pessoas vivem e (no final das contas) morrem em campos de concentração. Mesmo a posse de uma Bíblia é motivo suficiente para ser morto ou preso junto com sua família para o resto de sua vida. Por que cerca de 400.000 cristãos são caçados como animais?
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelImagine um país onde o Estado decide onde você mora, que profissão escolher, qual esporte você pratica, o alimento que você come e se você come. Imagine um país sem nenhuma cor na roupa das pessoas e nas edificações, exceto para as imagens de propaganda que decoram apartamentos de concreto, casas e monumentos. Imagine um país onde o Grande Líder foi morto há 16 anos, mas ainda é presidente e seus seguidores famintos devem adorá-lo como um deus. Esta é a realidade sombria da Coreia do Norte.
Este país comunista ocupa o primeiro lugar na Classificação de países por perseguição 2011 da Portas Abertas. Ele é o primeiro há nove anos. Por décadas, ninguém sabia exatamente como a Igreja estava depois da Guerra da Coreia. Nos anos noventa, a Portas Abertas encontrou uma maneira de manter contato com os cristãos clandestinos e descobriu que a Igreja estava muito viva. Mas também estava ferida, sangrando. Cooperadores da Portas Abertas esclareceram os planos extraordinários que o Estado fazia para caçar, capturar e até matar os cristãos.
Na Classificação, a Coreia do Norte teve quase a pontuação máxima do relatório de pesquisa (90,5 de 100 pontos possíveis). A única razão pela qual a Coreia do Norte não obtém a pontuação máxima é por causa de sua constituição. Oficialmente há liberdade religiosa na Coreia do Norte. Na prática, os civis não têm quaisquer direitos. A atitude do Estado em relação aos cristãos é extremamente hostil: eles não deveriam sequer existir. Não há liberdade para construir igrejas ou casas de culto. A posse de material cristão é ilegal e punível com a morte.

Abominável campo de trabalho

Em maio de 2010, um grupo de 23 cristãos foi descoberto. A polícia encontrou Bíblias e outros impressos cristãos. Três pessoas foram publicamente executadas, e as outras desapareceram dentro do terrível campo de Yodok.
Este vasto campo de trabalho está na província do sul de Hamkyung, e sua localização nas montanhas torna a fuga quase impossível. Nos lugares onde um prisioneiro poderia ter uma chance de escapar, altas cercas com arame farpado foram erguidas. Algumas seções são eletrificadas. Além disso, existem campos minados e outras armadilhas mortais.
A cada dois quilômetros há uma torre de vigia de sete metros de altura. Qualquer tentativa de fuga é frustrada. “Os presos são tratados pior do que gado. Eu vi pessoas morrendo de fome e de doença. Eu vi as execuções. Os que estão vivos parecem fantasmas ambulantes. Tivemos nossas identidades tiradas. Todo o sistema me fez entrar em desespero”, diz um ex-prisioneiro.
Centenas de cristãos foram presos em 2010 e vários foram interpostos à morte. A Portas Abertas não pode revelar quaisquer detalhes sobre estes casos, porque isso aumentaria os riscos dos cristãos presos que ainda estão vivos. Estima-se que entre 50.000 e 70.000 cristãos sofrem nos campos. Lá é o único lugar onde eles têm algum valor para a “República Popular Democrática da Coreia”.

Exposição dos cristãos

A Coreia do Norte faz tudo que está ao seu alcance para expor os cristãos. As crianças são um instrumento importante para descobrir a atividade cristã secreta. Seus professores os instruem na escola a investigar se os pais leem um livro preto. A Portas Abertas conversou com as crianças, que disseram ao professor que seus pais e mães de fato liam um livro assim. Eles foram elogiados por sua contribuição à pátria. Orgulhosas, as crianças voltaram para casa, apenas para encontrá-la vazia. Seus pais tinham sido levados, e elas foram condenadas a uma vida amarga e difícil nas ruas.
Outra forma de expor o “negócio criminoso” é através das sessões semanais de críticas, em que as crianças e os adultos têm de participar. Os norte-coreanos devem relatar o próprio mau comportamento e o de outras pessoas. “Nós todos nos sentimos muito mal e culpados por ter de dizer essas coisas uns dos outros”, diz o refugiado Park Joo-Chan. “Mas não tínhamos escolha. E isso ainda causou uma ruptura em nossa amizade. Alguns relacionamentos foram quebrados para sempre. Mesmo com o sistema tão destrutivo, não tínhamos dúvida da sua utilidade. Esta foi a nossa forma de vida.”
Além disso, existem as buscas aleatórias nos lares para detectar se as pessoas estão ouvindo as rádios corretas, se os retratos dos líderes são mantidos limpos e se há alguma literatura proibida na casa ou apartamento. Provavelmente em nenhum outro lugar do mundo tantas Bíblias são escondidas no subsolo. A Palavra de Deus coberta de sujeira. Ela faz os cristãos se sentirem culpados, mas que escolha eles têm?

Escolhidos

É verdade que toda a população da Coreia do Norte está sofrendo, mas os cristãos são, definitivamente, escolhidos. “Como muitas outras pessoas da Coreia do Norte, eu fugi para a China. Lá eu fui preso e enviado de volta de trem,” diz o refugiado Han-me. “Alguns outros desertores haviam sido presos antes e o que eles me disseram: ‘Quando você é interrogado, há duas perguntas que nunca deve responder com ‘sim’. A primeira é: você já esteve em contato com os cristãos? A segunda é: você já leu a Bíblia?’ se tornou verdade.
Os investigadores na prisão me amarraram a uma cadeira e me agrediram com correntes e um bastão de madeira embrulhado em um jornal. Eles me pressionaram para confessar se tinha contato com os cristãos. Eu lhes disse que não tinha encontrado nenhum cristão enquanto estava na China. Era mentira, mas eu queria sobreviver. Era o máximo que eu podia pensar. Até então eu não acreditava em Deus, mas orava para ser resgatado. Minha oração foi ouvida.”

Alvo

Mas por que os cristãos são os alvos? Existem várias razões. Um ex-funcionário do atual líder Kim Jong-Il afirmou que o “Querido Líder” assistiu na televisão como seu amigo Nicolae Ceausescu foi executado. Segundo o funcionário, Kim Jong-Il culpou os cristãos pela queda do presidente romeno e o colapso do bloco leste.
No entanto, para compreender plenamente a perseguição aos cristãos precisa-se entender a mentalidade norte-coreana. O “paraíso” foi instalado com Kim Il-Sung como o líder do povo coreano. Ele libertou seu país da ocupação japonesa e o transformou no primeiro “verdadeiro paraíso na terra”. Após a Guerra da Coreia na década de cinquenta, Deus foi declarado morto. Seus seguidores foram mortos, enviados para campos de trabalho ou expulsos para regiões remotas e hostis. Muitos foram para a clandestinidade. O status de Kim Il-Sung foi aumentado até o de um deus. Sob a direção do Grande Líder, o Estado tomou o controle sobre cada aspecto da vida na sociedade.
Mas o campo mais difícil a ser vencido está na mente. Muitos norte-coreanos amam Kim ll-Sung. Eles, literalmente, o adoram. Os cristãos são diferentes. Podem exercer suas funções locais, mas adoram a Jesus Cristo. Sua mente não é preenchida com a ideologia de autossuficiência da Coreia do Norte. Eles cuidam dos doentes, dos órfãos e famintos quando ninguém mais o faz. Esses atos criminosos de “amar ao próximo” – de “não se encaixar [nos padrões norte-coreanos]“- os tornam inimigos políticos.
Os cristãos também são um alvo porque o cristianismo é a religião dos inimigos da Coreia do Norte: os Estados Unidos e a Coreia do Sul. As redes cristãs são vistas como tentativas de minar o Estado.

Portas Abertas

Por isso o trabalho com a Igreja Perseguida na Coreia do Norte é tão arriscado. A distribuição de Bíblias, os treinamentos, o trabalho para os refugiados na China e até mesmo a ajuda com entrega de alimentos são realizadas em profundo segredo. “Seu amor e contínuo apoio nos ajudam a sobreviver”, diz um líder da Igreja clandestina à Portas Abertas. O Senhor está fazendo um trabalho maravilhoso na Coreia do Norte. Os cristãos compartilham o pouco de comida que têm com os vizinhos. Eles cuidam dos doentes e dos órfãos. Com oração podemos ser parte da criação do Reino do céu na Coreia do Norte.
Um dia Pyongyang será novamente a “Jerusalém do Oriente”. É o sonho e a esperança de todos os cristãos da Coreia do Norte. A Portas Abertas e seus contatos já estão se preparando para uma possível reviravolta no país. Haverá treinamentos e investimento em futuros líderes da Igreja. Ninguém sabe quando a Coreia do Norte vai se abrir e sair da Classificação dos países por perseguição. Mas imagine um país onde os ídolos são substituídos por edifícios de igreja. Imagine uma Igreja que sobreviveu a décadas de perseguição. Imagine centenas de milhares de cristãos que vão testemunhar abertamente sobre o amor de Jesus ante as trevas . Imagine a alegria no céu.
Três coisas que todo cristão deve saber sobre a Coreia do Norte
• Os cristãos são severamente perseguidos. Mesmo a posse de uma Bíblia é motivo suficiente para mandar toda a família para um campo político.
• Com oração você pode ser parte da obra de Deus na Coreia do Norte.

Vida cristã na Coreia do Norte

• Os cristãos só podem adorar a Deus em conjunto quando toda a família é cristã.
• Reunião em grupos é praticamente impossível de outra forma. Muitos cristãos tentam se encontrar um a um em lugares públicos. Se for seguro, eles compartilham um versículo da Bíblia ou um ponto de oração. Esse é o seu culto da igreja.
• É muito perigoso dizer a seus filhos sobre sua fé. É por isso que muitos pais cristãos disfarçam histórias da Bíblia como contos de fadas. Mas eles não podem mencionar Deus ou Jesus, e enfatizam aos filhos que eles nunca devem compartilhar estas histórias com seus amigos ou professores.
• O principal pedido de oração dos cristãos da Coreia do Norte é que as igrejas de seus antepassados sejam restauradas novamente.

Famoso pastor afirma: “Deus nos livre de um Brasil evangélico”







O pastor, escritor, conferencista e poeta Ricardo Gondim, nacionalmente conhecido por suas pregações inteligentes e críticas, postou um texto em seu blog dizendo que o país entrará em decadência caso seja governado totalmente por evangélicos. A crítica, explicada no texto, não se refere ao cristianismo, mas sim à religião. Ricardo Gondim descreveu cenas prevendo ações dos evangélicos.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelSegundo ele o país se tornará chato, entendiate e repressor. Até mesmo mais ditador que outros regimes, pois a religião evangélica está longe de ser algo livre.  ”E a esse movimento não interessa que haja um veloz crescimento entre católicos ou que ortodoxos se alastrem. Para ‘ser do Senhor Jesus’, o Brasil tem que virar ‘crente’, com a cara dos evangélicos”, escreveu o pastor.
Algo grave que iria acontecer seria inibição da criatividade, já que muitos poetas, escritores, cientistas e músicos seriam reprimidos e as teorias já existentes seriam ignoradas, elevando o grau de desconhecimento e percepções sobre o mundo.
“Um Brasil evangélico significaria o triunfo do ‘american way of life’, já que muito do que se entende por espiritualidade e moralidade não passa de cópia malfeita da cultura do Norte. Um Brasil evangélico acirraria o preconceito contra a Igreja Católica e viria a criar uma elite religiosa, os ungidos, mais perversa que a dos aiatolás iranianos”, afirmou Gondim.
A crítica refere-se principalemente à importação dos usos e costumes estadunidenses, pois muito da cultura de lá é copiada em algumas igrejas brasileiras, ignorando a própria cultura desse país. O texto segue falando da repressão aos católicos, pois se os evangélicos fossem maioria poderia até existir uma nova “Guerra Santa”.
Ele comentou que prefere ler textos de Gabriel Garcia Márquez, do Mia Couto, do Victor Hugo, do Fernando Moraes, do João Ubaldo Ribeiro, do Jorge Amado a qualquer livro da série “Deixados para Trás” ou do Max Lucado. Embora Gondim tenha criticado de forma sutil os livros de Max Lucado, muitos de seus livros foram publicados pela MK editora, a mesma que detém direitos para tradução e publicação de alguns livros de Lucado.
Gondim é presidente nacional da igreja Assembléia de Betesda, que do hebraico significa “Casa da Misericórdia”. Sua trajetória na fé iniciou em uma igreja Presbiteriana e mais tarde passou a participar da Assembléia de Deus, depois foi para a Assembléia de Deus Betesda. Sua jornada como pastor tem gerado muita polêmica pois é contra a teologia da prosperidade e maldição hereditária. Entre os calvinistas já foi apontado como herético, por sua visão é de se afastar da religiosidade. Já escreveu 21 livros que em sua maioria tenta responder dúvidas de muitos cristãos e que em suma falam de um relacionamento aberto com Deus.
Em seu texto crítico à regência evangélica no Brasil concluiu sintetizando sua ideia central. ”Levar a boa notícia não significa exportar uma cultura, criar um dialeto, forçar uma ética. Evangelizar é anunciar que todos podem continuar a costurar, compor, escrever, brincar, encenar, praticar a justiça e criar meios de solidariedade; Deus não é rival da liberdade humana, mas seu maior incentivador”.

Fonte: Gospel+

Famoso pastor, escritor e televangelista Benny Hinn é processado devido a suposto envolvimento extraconjugal.








O carismático televangelista Benny Hinn, que negou envolvimento romântico com Paula White, após um artigo publicado por um tablóide no ano passado, está sendo processado por 250.000 dólares por sua editora por violar uma cláusula de moralidade de seu contrato.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelHinn quebrou os termos do acordo com Strang Communications Co., quando se envolveu em uma “relação inapropriada” com White, a editora de Lake Mary arfumenta em uma ação ajuizada terça-feira.
Strang deu a Hinn um um adiantamento de 300.000 dólares para o seu primeiro livro, “Blood in the Sand”, há três anos. Hinn teria para escrever três livros para a editora, de acordo com o ação.
Arquivado em “Contrato/endividamento”, a denúncia é de que Hinn admitiu “sua relação inapropriada” com White em agosto e que ele deixou de cumprir o acordo com a Strang.
Um advogado da Strang também alega em carta anexada ao processo que Hinn também cumpriu uma cláusula contratual que o obrigava a ajudar a divulgar do livro. A carta dizia que ele era um “no-show” em aparições na mídia, inclusive o programa da Christian Broadcasting Network, “The 700 Club”.
No verão passado, o The National Enquirer publicou fotos que mostram o casal de pregadores de TV entrando e saindo de um hotel em Roma, de mãos dadas.
Na sequência da publicação do artigo, os dois emitiram declarações negando qualquer irregularidade.
Hinn rejeitou fortemente a alegação do artigo que ele tinha um caso com White, dizendo em um comunicado em seu site que havia apenas uma “amizade” e “nenhuma imoralidade” entre os dois. Ele também alegou de forma a ridicularizar que a afirmação de que ele e White secretamente ficaram juntos em um hotel era “absolutamente falsa”.
O televangelista disse que White, duas vezes divorciada, havia sido um “encorajamento” para ele e ” compartilhara conselhos úteis” depois que sua esposa, Suzanne, pediu o divórcio em janeiro passado.
“Eu não vou negar que a amizade se fortaleceu, e, permaneceu moralmente pura em todos os momentos, emquanto eu tenho desfrutado da companhia de alguém que também passou pelo trauma de um divórcio doloroso e público”, afirmou.
“Eu vigorosamente, categoricamente, e absolutamente nego as mentiras que foram distribuídos sobre mim e quero esclarecer as coisas. Não há nada de inadequado ou moralmente inadequadas sobre minha amizade com Paula White. Não houve qualquer imoralidade! ”
Em sua própria declaração, White, que conhece Hinn mais de 20 anos, chamou as afirmações do tablóide “categoricamente falsas”.
“Nós nunca ficamos sozinhos e estavamos na companhia constante de staff e outros companheiros”, afirmou. “Meu relacionamento com o Pastor Benny é genuíno e puro e não devem ser imaginado fora deste contexto.”
White, pastora da Igreja Internacional Without Walls, na Flórida, também enfatizou que ela iria responsabilizar aqueles que tentavam “frustrar” o seu chamado para pregar o evangelho de Jesus Cristo ao redor do mundo.
Ambos haviam concordado em “não ter mais nenhuma relação social” até que o divórcio de Hinn seja finalizado.
Hinn é legalmente divorciado de Suzanne, de acordo com o estado civil listados em seu processo de divórcio na Corte Superior do Condado de Orange da Califórnia.
Hinn e White estão entre os seis tele-evangelistas cujas despesas e situação de negócios sem fins lucrativos foram investigados pelo senador Charles Grassley início em 2007.
No mês passado, Grassley concluiu sua investigação de três anos e informou que os Ministérios “Joyce Meyer Ministries” e “Benny Hinn Healing Center Church”, foram os únicos ministérios que cooperaram plenamente com a investigação e até mesmo implementaram reformas financeiras.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Neste Sabado(19) santa Ceia na ADMB ás 19:00.

 Colunista Ronan Sabadini e ADMB



Membros da ADMB Realizará a santa ceia do senhor as 19:00 neste Sabado(19), Você que é membro de outra igreja e está em comunhão, esta convidado a participar conosco e adorar a Deus, será uma noite de comunhão e adoração.
Louvores e palavra é o que você irar ouvi e sair santificado com a Graça de Deus.
Você visitante tambem é nosso convidado a está cultuando a Deus conosco!





A IMPORTÂNCIA DA SANTA CEIA
Texto: I Co. 11.26 – I Co. 11.23-32
Objetivo: Mostrar que a Santa Ceia não é um mero símbolo, mas um memorial da morte e ressurreição redentora de Cristo Jesus e anuncia a Sua volta para arrebatar a igreja.

O ENSINAMENTO BÍBLICO DA CEIA DO SENHOR
A celebração da Ceia foi uma das ordenanças deixadas pelo Senhor (Mt. 26.26-30; I Co. 11.23-25). Os discípulos poderiam se envolver com outras atividades e esquecerem o principal, o valor da morte e ressurreição de Cristo. Por isso, para eles, bem como para nós hoje, a Ceia tem um significado rememorativo. Os elementos da Ceia – o pão e o cálice – são símbolos do sacrifício do Cordeiro de Deus para a nossa salvação (formas figuradas como em Jo. 15; 10.9; 6.35). O pão representa o Seu corpo (I Pe. 2.22-24) e o cálice simboliza o sangue do Senhor (Mc. 14.24).



Rua Duque de Caxias n° 16 Morada da Barra Vila Velha-ES
Proximo a Padaria do Pedrinho

Cantora Lauriete e Marco Feliciano hoje deputados realizam culto de ceia na Câmara

Colunista Ronan Sabadini



O culto ocorreu no ‘plenário 1’ da Casa, local onde geralmente ocorrem acaloradas discussões sobre pautas polêmicas 



O deputado e pastor Marco Feliciano e a deputada e cantora gospel Lauriete ministraram o 1º culto na Câmara.
Segundo informações da Frente Parlamentar Evangélica, o deputado federal por São Paulo, pastor Marco Feliciano e a deputada e cantora gospel Lauriete foram os ministrantes do 1º culto de 2011, realizado nesta terça-feira, na Câmara Federal, em Brasília, após a posse dos 513 deputados federais. O culto contou com a presença de parlamentares evangélicos, que nesta legislatura somam 71, e do presidente eleito para os próximos dois anos, Marco Maia (PT-RS).
Entre famosos e anônimos, estiveram os parlamentares Pastor Pedro Ribeiro, Antony Gatorinho, Benedita da Silva, Heleno Silva, Pastor Eurico, Silas Câmara, Antonia Lúcia, Manato, Gilmar Machado, Erivelto Santana, Paulo Freire, Ronaldo Fonseca, Nilton Capixaba, Oziel de Oliveira, Leonardo Quintão, Zequinha Marinho, Fátima Pelaes, Pastor Takayama e o Senador Walter Pinheiro.

Informações dão conta que o culto ocorreu no ‘plenário 1’ da Casa, local onde geralmente ocorrem acaloradas discussões sobre pautas polêmicas em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. O deputado Feliciano pregou sobre a história de Moisés, líder do AT, e contou parte de seu testemunho e Lauriete cantou hinos de louvor.
Ainda durante o culto foi servido a Santa Ceia e o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), abriu um espaço para um momento de gratidão a Deus pela eleição do Presidente Marco Maia.

Onde vamos parar, meu Deus? Presbítero é morto por jovens da Assembleia de Deus.

A morte de um presbítero da Assembleia de Deus de Rio das Antas, no Meio-Oeste Catarinense, na noite de domingo, pode estar ligada a desavenças religiosas.
Airton Vargas, de 44 anos, teria discutido com dois integrantes do grupo de jovens da igreja, que são os principais suspeitos de terem matado com uma facada o religioso.
Os suspeitos pela autoria do crime, Adelir Gonçalves e Elias Martins, ainda estão foragidos.
“O corpo já passou pela necropsia e o caso está na Delegacia de Rio das Antas”, explicou o delegado Arilton Zanelatto.
Segundo a polícia, a vítima teria sido nomeada coordenadora do grupo de jovens. E os dois suspeitos, que não aceitaram a decisão, teriam ido até a casa de Vargas para tirar satisfações. Por volta das 19h30min deste domingo, o trio iniciou a discussão e chegou a entrar em luta corporal.
A vítima acabou morta em frente à residência, no bairro Bela Vista, logo após a discussão. Um dos suspeitos teria desferido uma facada nas costas do presbítero. A arma do crime, uma faca artesanal cuja lâmina mede 30 centímetros, foi apreendida pela polícia.

Quando a Igreja de Cristo é perseguida (Martírio de Estevão).

Colunista Ronan Sabadini




As Últimas Palavras de Estevão
Estêvão é lembrado como o primeiro de muitos mártires no reino de Jesus Cristo. Ele entrou na história em Atos 6 e foi apedrejado no capítulo seguinte. O nome dele aparece apenas 10 vezes, todas no livro de Atos. Embora o tempo dele no palco da história tenha sido pouco, a importância da vida desse servo não deve ser subestimada. Ele mostrou características essenciais de um discípulo verdadeiro do Senhor.

Escolhido para servir na igreja de Jerusalém

O nome de Estêvão se encontra pela primeira vez na lista de sete servos escolhidos pela igreja em Jerusalém (Atos 6:5). Esses homens foram encarregados do cuidado das viúvas na igreja. Eles se preocuparam diariamente com a alimentação dessas mulheres, assim deixando os apóstolos livres para cumprir suas responsabilidades espirituais. Estêvão já havia demonstrado o fruto do Espírito Santo na sua vida, e, depois da imposição das mãos dos apóstolos, ele realizou grandes milagres e pregou poderosamente a palavra de Deus (Atos 6:6-10).

Pela vida desse homem entendemos que o serviço do cristão inclui diversos tipos de serviço. Estêvão pregou bem, mas ele também demonstrou bondade em relação às pobres viúvas. Jesus interrompeu seu ensinamento da palavra do Pai para dar atenção às crianças, ensinando uma importante lição para os seguidores dele.

Nós, como os apóstolos, devemos dar prioridade no nosso serviço no reino de Deus (veja Atos 6:2-4). Precisamos aprender a lição que Jesus ensinou a Marta (Lucas 10:38-42). Mas, jamais podemos fazer a vontade de Deus e esquecer das pessoas carentes ao nosso redor. O servo verdadeiro de Deus se preocupa com viúvas, crianças e pobres (veja Mateus 25:31-46).

Pregador corajoso

Quando o trabalho de Estêvão ficou conhecido, algumas pessoas se levantaram contra esse servo (leia Atos 6:8-14). Discutiam com ele, mas não conseguiam resistir seu ensinamento. Estêvão pregava a verdade, mas esses homens não tinham a humildade bastante para admitir seus próprios erros. Ao invés de aceitar e apoiar o trabalho desse servo, os homens usaram táticas desonestas para o opor. Subornaram falsas testemunhas para provocar uma reação popular contra Estêvão.

Como vamos ver ainda em nosso estudo, Estêvão não desistiu quando enfrentou esses desafios e as táticas carnais de homens. Ele continuou pregando a mesma mensagem, independente do custo pessoal. Os homens podiam prender e até matar o servo, mas jamais venceriam o Senhor dele. Do exemplo dele, compreendemos melhor a importância de ser corajosos em manter convicções baseadas na palavra de Deus. Não devemos defender nossas próprias opiniões ou preferências, mas nunca devemos abandonar a verdade para agradar a homens (Romanos 14:19; Gálatas 1:10-12).

Qualquer pessoa que se mostra fiel no reino de Deus sofrerá perseguição (2 Timóteo 3:12). Não devemos nos estranhar quando homens carnais criticam ou procuram destruir o nosso trabalho. Ao mesmo tempo, não devemos imaginar que estejamos certos somente porque outros nos perseguem. A perseguição, por si só, não prova que alguém esteja servindo ao Senhor. Falsos professores, também, podem ser rejeitados e maltratados. O único padrão que podemos usar para avaliar nosso próprio trabalho ou o trabalho de qualquer outro é a palavra revelada por nosso Deus nas Escrituras. É essa palavra que nos julgará (João 12:47-50).

Os temas da defesa

A defesa de Estêvão em Atos 7 é uma das mais belas pregações relatadas no livro de Atos. Sua beleza não está em palavras suaves. Estêvão não lisonjeou seus ouvintes, nem contava piadas ou histórias pessoais para os divertir. A beleza dessa mensagem vem da sua fidelidade à verdade em responder com a verdade às idéias erradas dos ouvintes. Estêvão não ganhou nenhum concurso de pregadores que mais agradam às pessoas, mas ele pregou a palavra habilmente.

Mesmo quando sua vida estava em jogo, Estêvão não perdeu tempo com defesas pessoais. O seu Senhor era muito maior do que o humilde servo, então ele defendeu o evangelho de Jesus. As acusações contra Estêvão atingiram dois pontos doutrinários:
Œ a importância do santo lugar (o templo em Jerusalém) e a posição da lei do Antigo Testamento depois da morte de Jesus. Em ambos os casos, eles distorceram a mensagem que ele pregou, mas abriram a porta para o evangelista esclarecer a verdade sobre a salvação em Cristo. Além dessas acusações, houve mais uma questão implícita na controvérsia: eles estavam rejeitando um servo escolhido por Deus.

Estêvão, guiado pelo Espírito Santo, tratou desses três temas no desenvolvimento de sua mensagem. Ele mostrou que a comunhão com Deus não dependia de lugar, assim respondendo às acusações sobre o templo. Ao mesmo tempo, ele mostrou que Deus mantinha comunhão com várias pessoas que não guardavam a lei dada aos israelitas no monte Sinai. Nos exemplos que ele citou, Estêvão mostrou que muitos homens rejeitados pelos homens foram escolhidos por Deus, assim reprovando o tratamento de Jesus e dele mesmo pelo povo de Jerusalém.

Quando o servo de Deus responde às perseguições, ele deve sempre aproveitar a oportunidade para ensinar sobre a palavra de Deus. As perguntas e até as acusações de homens abrem portas para ensinar sobre nosso Senhor e Salvador (1 Pedro 3:13-17).

Os exemplos citados

Na sua defesa, Estêvão seguiu o mesmo princípio que percebemos no trabalho de Jesus, Pedro, Paulo e outros grandes pregadores. Ele começou onde os ouvintes estavam, e procurou trazê-los à verdade. Jesus pregava assim. Com a samaritana, ele começou com água (João 4:1-30). Com os saduceus, ele trabalhou dentro dos livros que eles reconheciam, os primeiros cinco livros do Velho Testamento (veja, por exemplo, Mateus 22:23-33). Pedro começou com profecias do Velho Testamento (Atos 2:16) e com Abraão, Isaque e Jacó (Atos 3:13). Filipe começou com Isaías, onde o eunuco estava lendo (Atos 8:35). Paulo começou com as imagens dos atenienses (Atos 17:22-23). Semelhantemente, Estêvão pregou aos judeus (pessoas que seguiam a lei dada no monte Sinai) usando diversos personagens do Antigo Testamento. 




Uma vez que Estêvão citou todos esses exemplos históricos, a conclusão foi óbvia. Da mesma forma que outros servos escolhidos por Deus foram rejeitados no passado, os judeus em Jerusalém haviam rejeitado Jesus. Na conclusão da defesa, Estêvão não procurou se justificar, nem tentou agradar aos ouvintes. Ele falou a verdade, custa o que custar: "Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis. Qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram os que anteriormente anunciavam a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e assassinos, vós que recebestes a lei por ministério de anjos e não a guardastes" (Atos 7:51-53). Como o Senhor morreu, o servo também chegou ao fim da vida aqui. Estêvão foi apedrejado.

O exemplo de Estêvão nos desafia ainda hoje. Numa época que até muitos cristãos fogem de qualquer crítica, a coragem de Estêvão serve para nos encorajar. Quando temos convicção da verdade, devemos falar e defender o nome do nosso Senhor.


Um jovem com convicções fortes
Um jovem chamado Saulo participou quando Estêvão foi morto. Ele mostrou, nos dois capítulos seguintes, que também tinha convicções fortes. Ele opunha tudo que Estêvão defendia, achando que os cristãos realmente mereciam a morte. Não entraremos na história da conversão de Saulo, mas anotaremos um ponto importante. O fato de alguém ser convencido e zeloso não é prova de que esteja certo. Estêvão e Saulo eram igualmente convictos de suas respectivas doutrinas, mas um dos dois estava totalmente errado. Pela graça de Deus, Saulo não morreu no mesmo dia. Pela longanimidade do Senhor, a ele foi concedido tempo suficiente para aprender a verdade e se arrepender.

Conclusão
Temos poucas informações sobre a vida de Estêvão. Um homem bom e dedicado perdeu a sua vida por causa do evangelho. Mas desse pequeno relato, podemos aprender muito. Considere estas lições da vida e da morte de Estêvão: Œ Deus sempre é o mesmo.  Deus sempre quer a fé obediente. Ž Homens maus rejeitam Deus e seus servos.  Devemos pregar Jesus crucificado (1 Coríntios 2:2). Devemos pregar o que os ouvintes precisam, não o que eles querem ouvir (2 Timóteo 4:1-5).

Estêvão nos mostra que a palavra de Cristo é mais importante do que a nossa própria vida, ilustrando bem o princípio que Jesus ensinou: "Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á" (Mateus 10:39).




A igreja não pode ter medo de perseguições, na verdade, pior que a perseguição é o comodismo. O Senhor prometeu está ao lado da Sua igreja quando essa for perseguida, Ele mesmo sofre com ela. Por isso, não devemos desvanecer diante das perseguições, precisamos enfrentar com coragem, no poder do Espírito Santo, na autoridade da Palavra de Deus. A igreja que cresce enfrenta perseguição, mas quanto mais essa for perseguida, mais avançará a semente do evangelho de Jesus Cristo.
O que é mártires ou martir? Um mártir (do grego μάρτυς, transl. martys, "testemunha") é uma pessoa que morre por sua fé religiosa, pelo simples fato de professar uma determinada religião ou por agir coerentemente com a religião que possui.

2000 Visitas em um Mês do nosso blog no ar, Obrigado a Todos!

Obrigado a todos Bloqueiros e internaltas de plantão, vocês tem sido benção para nosso Blog, obrigado pelas materias e sujestão que tem chegado para nós.
Vamos fazer mais um Mês de muito trabalho e melhoria para você que acessa nosso Blog Site.








ADMB mais uma vez agradece.
Obrigado!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Avanços da Arqueologia Bíblica nos Últimos anos Desmontam Céticos.

Colunista Ronan Sabadini



Descobertas arqueológicas jogam por terra argumentos dos céticos contra a historicidade da narrativa bíblica
No final de 2009, próximo ao Natal, uma equipe de arqueólogos divulgou ter encontrado ruínas de uma residência na cidade de Nazaré, no norte de Israel, datada da época de Jesus. Mês passado, foi a vez de outro grupo de arqueólogos anunciar a descoberta de uma rua de mais de 1,5 mil anos, utilizada por peregrinos cristãos, na cidade velha de Jerusalém (ver matéria na página 13). Tratam-se de duas grandes descobertas, em um período curto de tempo, que estão relacionadas ao relato histórico da Bíblia Sagrada ou à história da Igreja.
Mas, esses acontecimentos recentes são apenas uma pequena amostra da efervescência da Arqueologia Bíblica nos últimos anos. Simplesmente, devido ao maior número de investimentos e recursos para essa área nas últimas décadas, especialmente depois do estabelecimento do Estado de Israel e do início das intensas atividades dos arqueólogos judeus, a maioria das mais importantes descobertas arqueológicas relacionadas aos relatos das Sagradas Escrituras ocorreram nos últimos 70 anos. Tais descobertas, inclusive, derrubaram a maioria das argumentações usadas pelos céticos para contestar a historicidade dos relatos bíblicos. Vejamos, a seguir, apenas alguns dentre centenas de exemplos que poderiam ser listados.

O Evangelho de Lucas fala sobre o nascimento de Cristo mencionando um censo decretado por Cirênio, governador da Síria (Lc 2.2). No final do século 20, arqueólogos descobriram um Cirênio com seu nome gravado em uma moeda que o coloca como procônsul da Síria e Cilícia de 11aC a 4aC, época do nascimento de Cristo, conforme destaca o arqueólogo John McRay, em sua obraArchaeology and the New Testament (Grand Rapids, Baker Book House, 1991, págs. 154 e 385).
Além disso, o arqueólogo Randall Price lembra que “o censo de Cirênio, também mencionado por Lucas em Atos 5.37, tem numerosos paralelos em formulários de censo de papiro que datam do 1o século aC ao 1o século dC” (Arqueologia Bíblica, CPAD, pág. 259). Price cita como exemplos o Papiro Oxirrinco 255 (48dC) e o Papiro 904 do Museu Britânico (104dC), que ordenam o retorno compulsório de pessoas ao local em que nasceram para levantamento de censo, da mesma forma como em Lucas 2.3-5.
Herodes é citado como rei da Judéia na época do nascimento de Cristo (Mt 2). Hoje, sabe-se que Herodes, o Grande, reinou na Judéia de 37aC a 4dC. As ruínas de um dos seus palácios, o chamado Heródium, recentemente exposto em fotos que circularam por todo o mundo, começaram a ser escavadas desde 1973 pelo arqueólogo judeu Ehud Netzer, e comprovam o perfil do infame rei. Netzer, inclusive, é famoso por ter encontrado em 1996, em Massada, o nome e título do rei Herodes em um rótulo de vinho datado de 73dC. “A inscrição em latim tem três linhas, forma padrão encontrada em tais inscrições. A primeira linha é uma data e indica o ano em que o vinho foi feito. A segunda linha dá o lugar e o tipo específico do vinho, e na última linha temos o nome ‘Herodes, Rei da Judéia’”, contou Netzer em entrevista publicada na revista israelense Eretz, edição de setembro/outubro de 1996.

Outro personagem da narrativa da vida de Cristo cuja existência foi comprovada arqueologicamente é o sumo sacerdote Caifás que, hoje se sabe, foi líder do Sinédrio de 18dC a 36dC. Foi ele que presidiu o julgamento de Jesus e é várias vezes citado (Jo 11.49-53; 18.14 e Mt 26.57-68). Foi no pátio de casa de Caifás que Pedro traiu Jesus (Mt 26.69-75). Essa casa foi encontrada por acidente em novembro de 1990, quando trabalhadores estavam construindo um parque aquático na Floresta da Paz em Jerusalém, ao sul do elevado onde os judeus afirmam ser o monte do Templo.
O local encontrado foi identificado como sendo a casa de Caifás porque ali foram encontrados 12 ossuários de calcário e, entre eles, simplesmente o ossuário contendo os restos mortais do sumo sacerdote. Randall Price relata a descoberta: “Um dos ossuários era requintadamente ornamentado e decorado com rosáceas detalhadas. Obviamente pertencera a um patrono rico ou de alta posição que poderia dar-se ao luxo de possuir tal caixa. Na caixa havia uma inscrição. Lê-se em dois lugares Qafa e Yehosef bar Qayafa, que significa ‘Caifás’ e ‘José, filho de Caifás’. O Novo Testamento refere-se a ele apenas como Caifás, mas Josefo apresenta o nome completo: ‘José, que era chamado Caifás, o sumo sacerdote’. Dentro havia os ossos de seis pessoas diferentes, inclusive de um homem de 60 anos, provavelmente Caifás”

(Arqueologia Bíblica, CPAD, pág. 267).

Noticia: Filho mata pai a pauladas, faz uma cruz e diz que é Cristo






Um crime chocou a cidade da Santa Cruz do Sul (RS), no domingo, dia 13, Carlos Roberto da Silva, 44 anos, matou a pauladas o próprio pai, Valmir Ipê da Silva, 66. A polícia não sabe o que motivou o crime e suspeita que o acusado tenha transtornos psiquiátricos, pois na delegacia Carlos Roberto dizia ser Jesus Cristo. Segundo informações da polícia local, Valmir dormia em sua residência, no Bairro Bom Jesus, quando o filho chegou, por volta das 16 horas e desferiu pauladas na cabeça da vítima que ainda conseguiu gritar por socorro.
Os outros filhos que moram próximo da casa ouviram os gritos e, quando chegaram à porta, encontraram o irmão arrastando o pai pelos pés. A Brigada Militar foi acionada, mas Carlos Roberto conseguiu fugir. Com traumatismo craniano, Valmir entrou em óbito às 20hs do domingo.

A Cruz de Jesus

Com o pedaço de pau usado para matar o próprio pai, Carlos se dirigiu até um campo que fica próximo a casa onde eles viviam e pegou um sarrafo e junto com o pedaço de madeira que tinha cerca de um metro fez uma cruz e cravou no chão.
A Brigada esteve no local e capturou o acusado, que foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA). Ao delegado Márcio Niederauer ele garantiu que era Jesus.
Por essas declarações a polícia acredita que ele tenha problemas mentais. Familiares disseram na noite de domingo que Carlos já apresentava traços de doença psiquiátrica e que tinha problemas com drogas. Mas na hora da prisão ele não aparentava sinais de uso de entorpecentes.

Visite: Amigo De Cristo, Videos Amigo De Cristo
Fonte: Amigo De Cristo

Entrevista com a cantora Fernanda Brum.





Como começou o ministério da cantora Fernanda Brum?

Bom, na verdade o ministério da cantora foi meio sem querer. Cantar era algo que eu sabia fazer, mas eu queria pregar, então o violão me auxiliava muito nas pregações. Eu comecei a tocar algumas canções conhecidas para conseguir que as pessoas estivessem abertas para ouvir a Palavra. Eu entendi que a música era uma grande estratégia pra pregar o Evangelho. A cantora apareceu aí, como um complemento à pregação.

Como foi seu chamado pastoral?

O chamado pastoral aconteceu antes da música. Quando eu me converti, eu tinha certeza de que seria uma oficial da igreja. Eu não sabia que seria uma pastora, mas achava que ia ser uma missionária. Minha avó dizia: você é uma missionária! Mas na cabeça dela missionária era pastora, então eu me converti e comecei a pregar nos cultos nas casas dos condomínios onde morava e comecei a exercer o meu chamado. A minha expectativa era que um dia eu me tornasse uma pastora de igreja e a música seria só um meio para pregar. Meu ministério pastoral começou antes de começar a cantar, com 16 para 17 anos.

Só fui ser ungida como pastora há quatro anos, quando estava grávida de três meses do meu filho Isaac.

Qual é a diferença entre a pastora e a cantora?

Não existe isso de dividir uma pessoa como pastora, como cantora, como mãe, como esposa. Sou uma pessoa só que tem características diferentes na vida. Porém acho que pastora e cantora se fundem muito. A música é desculpa para pregar. A pregação acontece durante a música também, então eu não consigo fazer essa separação.

Você abraçou a causa da igreja perseguida, como é isso?

Eu sempre estivesse abraçada com causas missionárias, sempre fui apaixonada por Missões. Descobri a igreja perseguida há pouco mais de um ano. Não sabia que existia uma igreja perseguida. Se eu soubesse disso há mais tempo, eu teria abraçado muito antes. Comecei a conhecer mais através de um livro que eu li: “Torturados por amor a Cristo” e fiquei desesperada de como isso ainda acontecia no século XXI e como ainda temos esse tipo de desafio como na igreja primitiva. Não consegui ficar de fora. Tive que me envolver até o último fio de cabelo na causa da igreja perseguida, numa proteção, numa cobertura de oração e até mesmo com recursos financeiros para que as pessoas tivessem, pelo menos, alívio da dor e do sofrimento que passam por pregar o Evangelho. Eu sei que é uma gota no oceano, mas é a minha parte. Se cada um pudesse se engajar na causa da igreja perseguida com aquilo que sabe fazer, com certeza o evangelho já teria chegado aos povos não alcançados e Jesus já estaria voltando mais rápido. Evangelizamos o planeta com o intuito de viabilizarmos a volta de Cristo.

Recentemente você lançou uma agenda missionária, que ajuda a igreja perseguida, financeiramente. O que mais você pretende fazer, seguindo essa linha?

Parte da renda do CD “Profetizando às Nações” é revertida para missões “Portas Abertas”. O que Deus me der de criatividade para gerar recursos, eu vou fazer. Por enquanto, tenho feito camisetas, agendas, produtos que gerem renda para os cristãos perseguidos. As pessoas precisam entender que a perseguição existe no mundo inteiro, inclusive no Brasil.

Você tem um site chamado Profetizando às Nações (www.profetizandoasnacoes.com.br). Por que este nome?

Parece piegas, mas acho que o ministério é muito maior do que eu. Por que girar em torno do meu nome? Eu sou a gota do oceano. O ministério abrange tudo. Várias pessoas, pregadores podem se unir ao ministério. Tem que ser um nome que demonstre essa pluralidade ministerial para que todos se unam a nós numa causa nobre. Temos discípulos ligados a nós do mundo inteiro. O Profetizando às nações é uma janela pela qual os profetas podem gritar suas dificuldades, pedidos de oração informar suas dores, não é só informativo, mas um site de relacionamento ministerial.

Como foi a experiência da gravação do DVD em outubro de 2006?

Eu não esperava mais de 50 mil pessoas. Eu esperava apenas 10 mil pessoas. Quando você executa o que Deus mandou, o sucesso é de Deus. Quando você faz aquilo que Ele fez, o que Ele mandou, as coisas são bem sucedidas. Sucesso é a medida do homem. Triunfo é a medida de Deus. O que aconteceu ali foi o cumprimento do sonho de Deus e eu não tenho nada a ver com isso, sou só um instrumento Dele.

Você acha que tem carisma?

Deus cismou de rir para mim, e se eu começar a achar que Deus sorri pra mim porque eu sou legal, coloco tudo a perder. Não existe um motivo que justifique um sucesso ministerial. O motivo é que Deus decidiu fazer. O dia que não for mais comigo e for com outra pessoa, vou entender que a nuvem está sobre outra pessoa e que Deus vai me dar outra coisa para fazer naquele momento. O dia que eu não tiver mais o que dizer para o mundo Deus vai levantar alguém que tenha. Eu não posso dizer que o que tem acontecido é porque eu tenho carisma. Se eu tenho carisma, veio Dele. Se eu tenho voz, veio Dele, se tenho palavra, veio Dele. Eu não tenho o direito de dizer que eu tenho carisma. Eu posso ter um carisma que não é meu. Isso é graça. De maneira nenhuma eu posso creditar isso em minha conta. O dia que eu achar que sou eu que faço alguma coisa, acabou.

A pirataria tem aumentado muito nos últimos anos. O que você tem a dizer sobre isso?

É roubo. Eu acho que vamos ter que mudar o sistema de mídia vídeo e audiofônico (Cds e DVDs), estamos caminhando para um novo tempo onde as músicas vão ter que ser vendidas de um outro jeito. Lembra quando era fita e vinil, depois veio VHS, CD, DVD que era gigante, até chegar ao nosso DVD?

O que me dói muito é saber que crente é que faz isso. Quem compra CD pirata evangélico não é a pessoa secular, é o crente. Aí dizem: é caro! Mas aí porque o tênis é caro você vai roubar também? É o mesmo princípio.

CD custa. É caro para produzir, dá emprego para muita gente. Desde a faxineira até o lugar que prensa. Pirataria pode sim acabar com muita coisa boa na igreja, principalmente o dízimo. Tudo que eu ganho é dizimado. Além de roubarem do meu trabalho (eu trabalho muito, só Deus sabe o quanto), então estão
roubando do meu dízimo. Roubando dos meus funcionários, dos meus missionários, da igreja perseguida, da igreja. Ladrão vai para o inferno.

Deixe uma mensagem para os internautas.

A mensagem é: leia a bíblia, conheçam o Espírito Santo de perto. Conheçam a Deus. Não olhem para os homens. Não percam tempo na internet com o que não edifica. Não percam tempo em nada que não vá te edificar. Canalize seu tempo para Deus. Busque ao Senhor de toda a tua força e serás feliz!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Descoberta arqueológica pode revelar túmulo do profeta Zacarias.



Foi descoberta em Hirbet Madras, em Israel, as ruínas de uma basílica da época bizantina onde poderia estar o túmulo do profeta Zacarias que viveu cerca de 740 anos a.C. A igreja foi descoberta recentemente e foi apresentada pelos arqueólogos israelenses no último dia 2 fevereiro. Um comunicado o departamento israelense de Antiguidades informou detalhes sobre o achado: os mosaicos do piso estavam bem conservados e eram decorados com motivos florais, de animais, em especial pássaros, e geométricos; e a nave da basílica tinha oito pilares de mármore.
Investigadores tentam descobrir se o túmulo de Zacarias estaria dentro da rede de grutas encontrada sob o edifício, depois da segunda camada de mosaicos.
Os arqueólogos contam que no local existiu uma comunidade judaica na época da revolta de Bar Kokhba, chefe do último levante judeu contra o império romano em 135 a.C.. As escavações tornaram possível exumar um “complexo subterrâneo” e os restos de edifícios desta época, salas e instalações para a água, assim como grutas e túneis onde os rebeldes judeus teriam se escondido.
Também foram encontradas moedas judaicas, lâmpadas e cerâmica dos primeiros séculos depois de Cristo.

Fonte: Gospel Prime/ Ultimo Segundo

Noticia: Primeiro projeto do deputado Pastor Marco Feliciano na Câmara é para tornar obrigatório o ensino religioso em escolas públicas




Colunista Ronan Sabadini


O Pastor e Deputado Federal Pastor Marco Feliciano, líder do Ministério Tempo de Avivamento, protocolou no dia 9na Câmara a sua primeira Proposição de Projeto de Lei.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel O primeiro projeto tem foco na área da educação no Brasil, trata-se do Projeto de Lei n. 309/2011 que visa alterar o art. 33 da Lei n.º 9.394/96 e tornar obrigatório o ensino religioso em toda redes de escolas públicas do Brasil.
A lei LDB 9394/96, a qual o deputado pretende alterar, é a de Diretrizes e Bases, que entrou em vigor em dezembro de 1996. Hoje no Brasil existe uma lei que autoriza o ensino religioso no Brasil sem que haja ônus para os cofres públicos, porém o torna matéria facultativa, não obrigatória no curriculo ou dentre as demais matérias das escolas. Marco Feliciano visa exatamente fazer com que a matéria deixe de ser facultativa e sim obrigatória.
Ainda não previsão para que o projeto seja votado na Câmara.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

VENHA PARTICIPAR DO DOMINGO COM DEUS NA ADMB!

VOCÊ NÃO PODE PERDER
INICIO 04:30 ÁS 21:00
NESTE DOMINGO DIA 13 DE FEVEREIRO NA ADMB
RUA DUQUE DE CAXIAS N° 16 MORADAD DA BARRA VILA VELHA
PERTO DA PADARIA DO PEDRINHO.

VENHA VOCÊ É O NOSSO CONVIDADO!!!

Noticia: Nos Estados Unidos a Bíblia será matéria obrigatória nas escolas públicas.





O Senado aprovou um projeto de Kentucky, quarta-feira, 09 de fevereiro de 2011, que objetiva acrescentar classes de Bíblia para o currículo nas escolas públicas. O Senado votou 34-1 para aprovar no Senado o projeto de lei 56.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel A medida direciona à Diretoria de Ensino de Kentucky para criar diretrizes em um currículo em torno da Bíblia. Segundo a proposta, os alunos seriam capazes de fazer um curso de Bíblia como um dos estudos sociais eleitorais centrados na Bíblia hebraica, o Antigo Testamento da Bíblia, o Novo Testamento, ou uma combinação das Escrituras Hebraicas e o Novo Testamento da Bíblia.
O senador Joe Bowen (R-Owensboro), defensor do projeto, disse que o objetivo da legislação é a alfabetização Bíblica.
Ele disse que a intenção é familiarizar os estudantes com um livro que teve enorme impacto sobre a sociedade americana e da cultura ocidental, de acordo com a Associated Press.
O conhecimento de personagens bíblicos e narrativas serve como “pré-requisitos para a compreensão da sociedade contemporânea e da cultura, incluindo a literatura, arte, música, costumes, oratória e políticas públicas,” afirmou a proposta.
Enquanto as escolas em Kentucky podem dar aulas sobre a Bíblia, a lei iria padronizar o curso.
O senador David Boswell (D-Owensboro) patrocinou uma lei semelhante no ano passado, que foi aprovada pelo Senado de Kentucky, mas falhou na Câmara. Boswell ano passado, disse que a lei era constitucional porque a Bíblia não poderia ser ensinada a partir de um ponto de vista religioso, mas sim literário.
O projeto de lei 56 do Senando agora segue para a Câmara estadual.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Estudo: A Fé.







A fé é proveniente de Deus, e não do homem. É por causa da fidelidade, bondade e imutabilidade de Deus demonstrado no evangelho (fé) que o homem passa a descansar na esperança proposta (fé). Ao ouvir a palavra de Deus, que contém grandíss

imas promessas ( 2Pe 1:4 ), no coração do homem surge a fé, que nada mais é que confiança (fé) em Deus, que é fiel e poderoso para cumprir. A fé é resultado direto da fidelidade e do poder de Deus.
Você já deve ter percebido através da leitura do Livro de Gênesis que Deus deu plena liberdade ao homem quando disse: "De toda árvore do jardim comerás livremente..." ( Gn 2:16 ), e que era necessário ao homem confiar no seu Criador quando foi apresenta a ressalva: "...mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás...", uma vez que Deus deu um motivo muito forte para que o homem não comesse do furto da árvore do conhecimento do bem e do mal: "...porque no dia em que comeres, certamente morrerás".
Deus apresentou 'um motivo' suficientemente esclarecedor ao homem sobre o porquê não se deveria comer do fruto da árvore do bem e do mal. Porém, para que o homem observasse a prescrição do seu Criador (obedecesse), era necessário confiar.

Ao colocar a árvore do conhecimento do bem e do mal no meio do jardim do Éden, Deus concedeu liberdade plena ao homem, e ao dar livre acesso a árvore do conhecimento do bem e do mal, Deus concedeu garantias para que o homem exercesse tal prerrogativa.

Através da liberdade (comer de todas as árvores livremente) e da garantia de exercer as suas escolhas (livre acesso a árvore) Deus estabeleceu uma relação de confiança com a sua criatura. Deus confiou um jardim com inúmeras espécies de árvores, tendo entre elas a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal.

A autoridade de Deus se revela no cuidado ao alertar o homem do perigo que a árvore do bem e do mal representava para a manutenção da relação de confiança entre Deus e o homem.

A autoridade de Deus se revela no cuidado, e a confiança do homem na obediência.
Para obedecer, o homem necessariamente precisa confiar em Deus, ou seja, na sua palavra.

Surgiu um personagem na história bíblica (serpente) que semeou a desconfiança entre o homem e Deus ao distorcer e negar a palavra de Deus ( Gn 3:4 ).

O homem, por sua vez, preferiu confiar em seus próprios sentidos, e comeu do fruto da árvore do bem e do mal "Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e desejável para dar entendimento..." ( Gn 3:6 ).

O homem atentou contra a sua própria natureza quando deixou de confiar em Deus. Deixou a condição de amizade e confiança e passou a estar em inimizade com Deus, destituído da glória de Deus. Passou a estar morto diante de Deus, ou seja, morto em delitos e pecados.

Observe que o conceito de 'morte' em Gn 2:17 procede de Deus, ou seja, significa 'separado da vida que há em Deus', separado daquele que concede vida (morto). Já o conceito de 'morte física' somente é apresentado em Gênesis 3: 19, que é 'tornar a terra', isto porque, tanto os que ainda 'não desceram' à terra, e os que 'tornaram' a terra, "...para Deus vivem todos" ( Lc 20:38 ).

Mas aqueles que estão separados de Deus estão fatalmente mortos (separados de) para Deus.

Deus, que é grande em misericórdia e amor, providenciou salvação poderosa a todos os homens quando enviou o seu Filho ao mundo ( Rm 5:8 ; Lc 1:69 ). E, para alcançar a salvação prometida basta ao homem confiar no seu Criador.

Da mesma forma que, pela desobediência/falta de confiança de um homem (Adão) todos os homens tornaram-se pecadores, através da obediência/confiança (só obedece quem confia) de um só homem, que é Cristo (último Adão), todos os que crêem em Cristo recebem de Deus salvação.

Pedro disse: "Em nenhum outro há salvação, pois também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos" ( At 4:12 ). Para receber a salvação de Deus basta ao homem "...confessar a Jesus como Senhor..." e "...em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo" ( Rm 10:9 ).

Através destes versículos, fica demonstrado que, para o homem alcançar salvação basta crer em Deus. Por que crer em Deus? O que é a fé em Deus?

A fé é algo proveniente de Deus, e não do homem. É por causa da fidelidade, bondade e imutabilidade de Deus demonstrado no evangelho (fé) que o homem passa a descansar na esperança proposta (fé). Ao ouvir a palavra de Deus, que contém grandíssimas promessas ( 2Pe 1:4 ), no coração do homem surge a fé, que nada mais é que confiança (fé) em Deus, que é fiel e poderoso para cumprir. A fé resulta diretamente da fidelidade e do poder de Deus.
A esperança proposta (evangelho) é nomeada 'fé', bem como o descansar em Deus (confiança, crença, fé) também é nomeado fé.

a) "Isto é, para que juntamente convosco eu seja consolado pela fé mútua, assim vossa como minha" ( Rm 1:12 ); 'fé mútua' equivale a palavra do evangelho;
b) "Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta" ( Hb 6:18 ); A 'firme consolação', 'reter a esperança proposta', ou o 'refugiar-se' também se nomeia fé.
Sem a palavra do evangelho (fé) é impossível ao homem crer em Deus. Primeiro é necessário ouvir a 'fé' que foi dada aos santos, para depois o homem ter fé, ou seja, descansar na esperança proposta.

Somente confiamos em alguém que é verdadeiro, e Deus é a verdade. Segue-se que a fé é dom de Deus, pois ele é fiel, verdadeiro e tem todo poder para levar a efeito as suas promessas.

Crer implica em obediência. E, após obedecer a Deus, que é olhar para Ele (crer em Cristo) ( Is 45:22 ), a relação de confiança é estabelecida.

Através do evangelho, o homem crê em Deus que tem poder para fazê-lo filho de Deus. É a fidelidade de Deus e o poder de Deus que fará o que Lhe apraz, e não a confiança do homem na confiança. Ou seja, é Deus quem move as montanhas, e não a fé do homem. Fé na fé é superstição e não encontra apóio em Deus.

Um exemplo é: Deus prometeu salvação aos que crêem, e você está confiante que Ele te salvou por crer em Cristo. Diferente é estar confiante de que a sua própria confiança te levará aos céus. A fidelidade de Deus é suficiente para te salvar, mas a fé na fé não promove a salvação.

No que você tem aplicado a sua confiança? Você crê na salvação ou que será bem sucedido financeiramente? Deus prometeu perdão de pecados pela fé em Cristo, e isto Ele cumpre. Diferente disto, é crer que Deus lhe dará posses nesta terra, uma vez que, Ele não prometeu riquezas nesta terra.

O apóstolo Pedro ao falar de Jesus disse o seguinte: "Na verdade reconheço que Deus não faz acepção de pessoas, mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo (...) Ele mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e mortos. Dele dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome" ( At 10:34 -43).

A fé ou a confiança é a única forma de todos os homens se achegarem a Deus, visto que, Ele é justo e não faz acepção de pessoas. Qualquer um que crer em Cristo passa a ser agradável a Deus. E, aquele que crê, descansa ( Hb 11:6 )!

Crer é lançar de si todas as ansiedades, pois é Deus quem cuida dos seus ( 1Pe 5:7 ).


Perguntas e Respostas:

1) O que satanás semeou no coração do homem?
R. A desconfiança

2) O homem quebrou a relação de confiança com Deus quando seguiu _os seus sentidos______ .

3) A confiança do homem se revela na _obediência à palavra de Deus______ .

4) A desobediência é falta de ___confiança___________ em Deus.

5) A fé é proveniente da __fidelidade ______ e do __poder__ de Deus.

6) O que Deus promete àqueles que crêem em Cristo?
R. Poder para ser feito (criado novamente) um dos filho de Deus.

7) Ter fé é desvencilhar-se de toda __ansiedade ____, confiado no cuidado de Deus.
8) Qual o objetivo fim da confiança em Deus?
R. Salvação.

Noticia: Católicos estão diminuindo no Brasil - Representação passou de 73,79% para 65% da população.



Os católicos correspondiam a 73,79% da população brasileira em 2000, mas vêm caindo, enquanto aumenta o número de evangélicos. A porcentagem de católicos, a ser confirmada pelo censo 2010 do IBGE, deve estar por volta de 65%.

“A evasão de fiéis é talvez o problema mais grave que a Igreja sofre na sua consciência. Não é, mas ela se pôs como se fosse o problema mais grave. Evasão para onde? Para as igrejas pentecostais e neopentecostais“, analisa padre João Batista Libânio, professor da Faculdade de Teologia dos Jesuítas, em Belo Horizonte.

Recentemente uma das maiores revistas do País publicou uma série de matérias em que fazia previsões para o Brasil em 2020. Em uma dessas publicações, a revista aborda o crescimento evangélico. “Estima-se que 50% da população brasileira poderá ser evangélica” daqui a 11 anos, segundo estatísticas do Sepal (Servindo aos Pastores e Líderes).

Ainda de acordo com a revista, “a influência evangélica em 2020 contribuirá para a diminuição no consumo do álcool, o aumento da escolaridade e a diminuição no número de lares desfeitos, já que a família é prioridade para os evangélicos”.

Se a debandada não é maior, é porque a Igreja Católica reage com leigos envolvidos nas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), movimentos carismáticos e instituições como o Opus Dei, de tendências diferentes, mas todos comprometidos com a fé.

As CEBs sobrevivem, mas estão em baixa, na avaliação do sociólogo Pedro Ribeiro de Oliveira, professor de mestrado em Ciências da Religião, na PUC - MG. “O prestígio delas é pequeno na hierarquia, mas continuam sendo uma referência para a sociedade, nas associações de bairros e movimentos de trabalhadores“, afirma. Há bispos que resistem às CEBs, mas a resistência não impediu que 80% do episcopado votassem a favor delas na última assembleia-geral da CNBB, em Brasília.

“As CEBs estão muito fragilizadas, assim como a Teologia da Libertação, que tem nelas sua matéria-prima“, concorda Frei Betto, partidário e um dos teóricos da linha social que marcou a Igreja após as conferências episcopais de Medellín (1968) e Puebla (1979). “Nos seminários, não há mais interesse pela Teologia da Libertação, que é analisada nas universidades como um fenômeno do passado.“ Frei Betto lamenta, “porque o fundamento da Teologia da Libertação não é o marxismo, mas a existência da pobreza, que continua na América Latina e no Brasil“.
Fonte: CPAD News